Como quebrar o Teto de Vidro?

Como quebrar o Teto de Vidro?

Olá seguidores do Ajuda MEI.

Alguns de vocês já devem ter lido outros textos meus no blog Ajuda MEI, mas hoje escrevo para a coluna do empreendedor como colunista e para abri-la começaremos no mês rosa, debatendo a presença de um fator que influencia as empreendedoras brasileiras e poucas a conhecem pelo nome, “Teto de Vidro”.  Esse assunto passou a me interessar pela ausência da discussão do tema, e pelo aumento do desejo ou necessidade das mulheres empreenderem.

Para quem não sabe sobre o fenômeno Teto de Vidro, a origem do nome se dá pela metáfora de ser possível enxergar o topo porém não conseguir alcançá-lo pela existência de barreiras invisíveis, na prática considero um sistema discriminatório, que supõe que a produtividade feminina é menor que a capacidade de produção masculina, uma vez que, os homens estariam mais preparados e com maior capacidade de realização do trabalho.

Esse pré-conceito estabelecido é antiquado e resultante do passado, mas não julgaremos o passado e sim a falta de evolução do presente. Hoje a palavra empreendedorismo ganhou nome, se observarmos os donos de estabelecimentos até os vendedores ambulantes são denominados empreendedores. Outro ponto importante é o aumento da procura de se tornar empreendedor, antes a questão era a necessidade, hoje são outros fatores que provocam as pessoas a empreender, como liberdade financeira, de tempo ou o desejo de causar impacto na vida das pessoas.

Assim, ocorreu a evolução das empresas, hoje continua a existir negócios tradicionais, mas também startups, e-commerces, e ainda há muito mais coisa por vir. Portanto da mesma forma que o mercado amadurece e se adaptar às inovações as pessoas devem seguir o mesmo caminho e começar a eliminar a discriminação de gênero das organizações, pois não há nada que impeça um homem a ser pedagogo, área dominada por mulheres, muito menos algo que inibe a competência de uma mulher para abrir ou administrar uma empresa.

O avanço deveria ser o principal combate contra o efeito Teto de Vidro, a tendência é que o mundo perceba cada vez mais a presença feminina nas organizações. Outro ponto importante a discutirmos é a posição que uma empresa quer ter no mercado, é muito lindo uma empresa se dizer como apoiadora da diversidade, porém não lhe é inclusiva. Não entendeu? Com calma então, diversidade em uma empresa é considerarmos que dentro do número de funcionários precisamos ter uma igualdade, por exemplo em uma empresa de 100 funcionários podemos ter 50 homens e 50 mulheres. Mas, e se desses 100 funcionários, 20 compõe a alta gerência da empresa, essas pessoas pertencem aos cargos mais altos, possuem os salários mais altos, e participam de todo processo decisório da organização. Imagine agora que essas 20 pessoas são homens. É assim que nasce o problema, as empresas pregam a diversidade mas não incentivam a inclusão das mulheres em cargos mais altos, que poderiam obter resultados semelhantes e até mesmo melhores do que os ministrados por homens.

Mas você deve está se perguntando, porque somos tão subestimadas e como quebrar o Teto de Vidro? 

Seu maior problema para a empresa é ser você mesma… A maior desculpa da empresa para você será sobre a sua falta de disponibilidade mesmo que isso não seja um problema a empresa considera que futuramente pode se tornar um. Vamos concordar é uma absurdo o que está acontecendo pois simplesmente somos subestimadas por sermos competentes. Sim vamos ser diretas, você é o alvo. Não importa sua capacidade e empenho, ser mulher a impede de chegar ao topo por discriminação de gênero. Essa frustração e sentimento de impotência fez você querer empreender, para conquistar não só as modalidades de liberdade ditas anteriormente, mas também para parar de olhar para o seu Teto de Vidro. Mas infelizmente você deve ter descoberto que não se livrou dele, e sim encontrou outro: o problema de empreender.

Mas e agora, qual é o seu problema para empreender? Falta de credibilidade? Falta de incentivo? Não esse é o problema dos outros, são os outros que te atrapalham, você não tem problemas, problemas para um empreendedor é falta de planejamento, dinheiro, falta de preparo. Se seu problema é social como é para maioria das empresarias, cabe a você aparecer, querer ser vista. Ninguém vai te ver se estiver atrás de uma mesa, mas verão se estiver na frente dela.

Se você possui uma empresa (conta para homens e mulheres), a torne inclusiva, de méritos e promoções pelos resultados, pela presença e dedicação. Não importa quem é a pessoa e sim o que ela faz pela sua empresa.

Por fim deixo o meu convite para você leitora. Conte para a gente se existe algum teto de vidro na sua vida ou se você já conseguiu quebrar algum. Nos conte quem é você de verdade, divida conosco seus sucessos e superações, vamos juntos inspirar e incentivar outras pessoas. Basta mandar sua história para contato@ajudamei.com.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *