Os 4 principais erros do MEI na hora de preencher o DASN-SIMEI

Os 4 principais erros do MEI na hora de preencher o DASN-SIMEI

Listamos os principais erros cometidos pelo Microempreendedor Individual. Preste atenção ao fazer a sua declaração, para não cometer os seguintes erros:

1. Ser incompatível ou omitir o preenchimento de dados.

O erro mais comum cometido pelo MEI, principalmente para aqueles que estão fazendo a sua declaração anual do MEI pela primeira vez. Independente do motivo, o MEI não deve omitir rendimento ou demonstrar incompatibilidade no crescimento do patrimônio.

Não adianta tentar ocultar algum bem ou rendimento da Receita Federal pois, seu patrimônio não condiz com os valores que você recebeu ao longo do ano ou se o crescimento foi muito acima da média dos anos anteriores sem uma justificativa plausível, esse é um sinal de alerta para o governo.

Por isso é importante ter controle financeiro, a dica é: emitir as notas fiscais, pois bastaria somar as notas emitidas e verificar qual é o seu faturamento bruto.

2. Erros de digitação

A declaração anual do MEI é bastante simples de ser preenchida, pois basicamente há dois campos: o valor bruto de faturamento e se houve ou não funcionários contratados. Porém, quanto mais simples ela é, maiores são as chances de que erros bobos aconteçam como os de digitação.Certifique-se de checar mais de uma vez todos os números digitados, incluindo pontos e vírgulas, para que não haja erro na hora de enviar os valores corretos.

Mas se mesmo assim acontecer, não se preocupe é possível corrigir, basta selecionar a opção de Declaração Retificadora, no “Tipo de Declaração”. Assim, você irá refazer todo o processo modificando o que errou, no final, não se esqueça de salvar e armazenar o comprovante que será emitido.

3. Fazer uma declaração imprecisa

Diferentemente de omitir ou ser incompatível, outro erro muito comum do MEI é ser impreciso e não declarar com clareza seus rendimentos. Com isso, aumentam os riscos de que a Receita Federal encontre algum dado incompatível ao cruzar as informações.

A melhor maneira de não errar na hora de fazer a contabilidade da sua empresa é manter mês a mês as contas em dia, se você MEI prefere não optar pela nota fiscal, pode anotar em um caderninho ou em uma tabela de controle. O importante é possuir essas atividades de forma organizadas e registradas para auxiliar na realização da declaração.

4. Deixar de enviar a declaração porque não vendeu durante o ano:

Tanto a declaração do DANS, quanto o pagamento mensal do Documento de Arrecadação Mensal (DAS) são obrigatórios independente do faturamento do empreendedor. Independente de ter exercido ou não a atividade ou ter faturado ou não com a mesma. Se ele abriu um MEI até o último dia do ano anterior é necessário e obrigatório fazer a declaração até o dia 31 de maio.

Se o MEI não exerce mais a atividade, é necessário que ele solicite a baixa do CNPJ no Portal do Empreendedor.

Siga o Ajuda MEI nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/ajudameioficial

Instagram: https://www.instagram.com/ajudameiofical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *