Público-Alvo: o que é, por que é importante conhecer seu público-alvo e como fazer isso?

Público-Alvo: o que é, por que é importante conhecer seu público-alvo e como fazer isso?

Se você está pensando em começar seu negócio ou está com dúvidas sobre quem serão seus consumidores, então esse texto é para você!

Ao planejar um novo negócio, é essencial definir o público-alvo. Além de ampliar as oportunidades do seu negócio, também orienta a atuação da marca no mercado. 

Assim, para conquistar e atrair seu consumidor, é fundamental conhecê-los primeiro. Para isso, vamos conversar três pontos básicos do tema: o que é, por que é importante conhecer seu público-alvo e como fazer isso. Vamos lá?

O que é?

Público-alvo são as pessoas para quem seu negócio está orientado. Em outras palavras, pessoas que se identificam e têm interesse pelo seu produto/serviço. 

O público-alvo serve para direcionar seu marketing de forma mais eficiente e garantir maior número de clientes.

Por exemplo: Raphael tem 30 anos, mora no Rio de Janeiro e toca guitarra desde adolescente. Com esse perfil, ele seria um exemplo de público-alvo para uma loja de música ou aulas de música na região.

Agora, vendo pelo lado de quem vai abrir o negócio: Ana tem o sonho de abrir um estúdio de yoga na cidade interior onde mora, com menos de 20 mil habitantes. Embora Ana seja instrutora de yoga, conheça todas as técnicas e já tenha o espaço para começar seu negócio, será que ela terá público para utilizar seu serviço?

Por isso, é preciso buscar conhecer seus possíveis clientes.

Por que é importante definir seu público-alvo?

Atingir o público-alvo é fundamental para que seu negócio prospere. Definir o grupo correto facilita criar ações de marketing mais eficazes, aumentando a chance de crescimento e bons resultados do seu negócio.

Ao não definir seu público você além de ter um gasto maior desnecessário, também pode ter prejuízos na venda. Por exemplo, por que você venderia uma maleta para um jovem de 14 anos, ou um tênis do Batman a um executivo? Essa confusão pode acontecer sem um público definido. A habilidade da empresa se comunicar com diferentes grupos garante que eles se identifiquem com sua marca.

Mas qual o tamanho desse grupo? Ainda não sabemos, mas vou te dar um conselho, não tente abraçar o mundo. Em outras palavras, evite um público genérico ou acabará não atingindo ninguém. Um negócio abrangente até pode ser criado, mas leve em consideração que cada pessoa tem suas preferências e individualidade. Assim, será muito mais eficaz você focar no interesse de um grupo específico.

Ao definir um grupo alvo básico, é importante detalhar e tornar este grupo mais específico, e eu vou explicar o motivo. 

Para definir as características em comum dos consumidores que têm interesse no seu negócio, utilizamos algumas informações como idade, gênero, hábitos de consumo, condição socioeconômica, entre outros. A partir daí, determinamos o perfil do seu consumidor, e quanto maior o número de informações para estabelecer o perfil do seu cliente, maior a chance do seu negócio prosperar com as vendas, além de ajudar a estruturar ações de marketing e seus objetivos comerciais.

Por exemplo, se você quer vender uma bicicleta não basta apenas dizer que seu produto é feito para crianças e adultos. Imagine duas mulheres, com cerca de 30 anos, nascidas na mesma cidade, possuem o mesmo cargo e gostam de viajar. À primeira vista possuem o mesmo perfil, e logo comprariam a mesma bicicleta, certo?

Mas agora vamos analisar outras informações, uma delas é casada com duas filhas pequenas e uma é solteira, sem filhos e pratica ciclismo.  Agora o perfil mudou, provavelmente a primeira escolheria uma bicicleta ideal para a cidade, com garupa e cadeirinha para carregar as filhas. Já a segunda pode preferir um modelo mais esportivo, com segurança e conforto para ficar muito tempo sentada.

Dessa forma, além delas terem perfis diferentes, os motivos para adquirir a bicicleta também diferem. Enquanto uma busca conforto para passear com as filhas, a outra busca performance para seu esporte. Então, se você vendesse bicicletas, teria que utilizar diferentes estratégias para atrair a atenção de cada uma delas.

Por isso, é fundamental considerar todos os fatores ao definir seu público para ser mais eficiente. Ao atingir seus clientes, você terá sucesso no seu negócio e seus resultados vão aumentar. Além disso, você evitará gastos desnecessários e poderá aperfeiçoar vários aspectos como identidade da empresa, canais de comunicação, tipo de conteúdo para produzir, criar ofertas e promoções, além de poder desenvolver novos produtos/serviços ou melhorar o atual.

Como identificar seu público-alvo?

Relacione o seu produto/serviço com potenciais consumidores

Que tal começar conversando com você? Isso mesmo, comece questionando-se sobre seu produto e qual a relação com as pessoas. Confira abaixo:

  1. O que você está oferecendo? 

Pesquise o seu mercado, entenda o ramo em que você irá atuar e inclusive, a concorrência. Você também pode verificar dados de pesquisas já realizadas por órgãos como o IBGE, por exemplo, para obter informações relevantes da população e, consequentemente, dos seus futuros consumidores.

2. Por que as pessoas se beneficiariam do seu produto/serviço?

As pessoas estão sempre em busca de soluções para seus problemas. Então, tente entender quais as maiores dificuldades do seu público e o que você está oferecendo para ajudar a resolver.

Pense sobre seu produto e qual benefício ele oferece. Como ele pode ajudar seu público-alvo a resolver esse problema? Qual a proposta de valor dele? 

3. Quem são estas pessoas?

Qual o perfil das pessoas que mais têm o problema que o seu produto/serviço resolve. Defina pontos em comum das pessoas mais propensas a ter esse tipo de problema e como elas normalmente resolvem.

Considere também quais as pessoas que se identificam com a sua marca. Você pode buscar em redes sociais as pessoas interessadas nas empresas do seu ramo.

4. Quais as diferenças em relação à concorrência?

Você deve tentar encontrar o diferencial do seu produto/serviço e procurar melhorar oferecendo algo que os outros não oferecem.

5. Há outros grupos que podem utilizar meu produto/serviço de outras formas?

Aqui vai definir se você tem condições de atender muitos grupos ou se é necessário focar em algum grupo específico com melhor custo-benefício para sua empresa.

Por exemplo, ao abrir uma loja de bolos, você pode escolher entre vender bolos confeitados para festas, ou bolos simples, ou também bolos saudáveis.

Descobrindo o perfil do público

Agora que você já determinou o grupo, deve-se buscar quais as informações em comum entre eles. Uma forma é a partir da pesquisa. Realizar pesquisa ajuda a compreender o que as pessoas pensam, seus desejos em um produto/serviço, qualidade, preço, entre outros. Pode ser presencial ou online, com formulários ou questionários. No caso digital, procure divulgar o máximo possível nas redes sociais para conseguir atingir seu público-alvo.

Uma das ferramentas mais comum para realizar pesquisas é o formulário do Google, que permite criar pesquisas personalizadas. Além das perguntas, também é possível incluir imagens e vídeos, personalizar cores, seções, e obter um link para compartilhar com as pessoas. Aqui vão algumas dicas:

  • Para facilitar, crie questionários mais fáceis de serem respondidos, com questões simples e respostas como múltipla escolha, responder “sim” ou “não”, ou dar uma nota. Isso evita que a pessoa desista de responder e permite maior precisão e honestidade do consumidor.
  • Mantenha seu questionário curto, claro e objetivo para que seja rápido e não torne cansativo para responder. 
  • Na hora da divulgação, para incentivar as pessoas a participarem, fale como a pesquisa é rápida e leva apenas um minuto para responder, por exemplo.
  • Após finalizar a pesquisa, crie um documento para registrar as informações coletadas. Você pode utilizar uma planilha para organizar. Dessa forma, além de não perder as informações, você poderá consultar sempre que precisar de forma rápida e prática. Este documento é a chave para criar ações e estratégias de marketing para alavancar seu produto/serviço, então tente deixá-lo o mais completo possível.

A pesquisa ajuda a ter uma ideia sobre a relação dos consumidores com o que você está oferecendo, como desejo de compra, problemas, satisfação etc. Assim, você poderá adaptar seu produto e o preço para torná-lo mais atrativo. Também é muito útil para definir que tipo de conteúdo você precisa criar e como aumentar as vendas.

Definindo o público-alvo

Agora é a hora do processo de segmentação, ou seja, dividir as pessoas considerando segmentos que têm relevância para o produto. Os tipos mais comuns são:

  • Geográfico: Localização, como país, estado, bairro, etc;
  • Demográfico: Gênero, idade, renda, estado civil, ciclo de vida, ocupação, etc;
  • Psicográfico: Características de personalidade, hobbies e estilo de vida, ou seja, crenças que determinam atitudes e comportamentos de compra;
  • Comportamental: atitude do consumidor em relação ao produto, como taxa de uso, principais benefícios procurados, grau de fidelidade, etc.

Exemplos de público-alvo

Agora que vimos a teoria, vamos ver alguns exemplos na prática de como é um público-alvo.

  1. Serviço: Agência de viagens. Público-alvo: Homens e mulheres aposentados, classe média, acima de 60 anos que procuram por ofertas de pacotes de viagens.
  2. Produto: Fisioterapeuta que elabora palmilhas posturais. Público-alvo: Homens e mulheres, entre 30 e 50 anos, que praticam esportes como corrida e buscam alternativas para reduzir as dores no joelho.
  3. Serviço: Salão de beleza. Público-alvo: Mulheres, que moram no Rio de Janeiro, entre 28 e 45 anos, que acompanham blogs sobre moda e beleza no Facebook e Instagram.

O que NÃO FAZER ao definir seu público-alvo

Depois de você ler sobre como fazer para definir seu público-alvo, também é importante saber o que não fazer para evitar colocar em risco todo o trabalho que você teve até aqui.

  1. Especialização

Esteja sempre atualizado e busque especializações na área para não ser prejudicado pelo mercado competitivo e seus concorrentes;

2. Conhecer o comportamento do seu público

Ao conhecer e entender seu público-alvo você reduz o risco de passar a mensagem errada, que pode afastar seus clientes, além de perder oportunidades de adaptar seu produto/serviço para atrair mais consumidores;

3. Definir o grupo alvo corretamente

Caso contrário você não irá atingir o público correto, pois exibirá sua mensagem para pessoas que não estão interessadas no seu produto/serviço. Além de reduzir o impacto do seu marketing, você também perde seus clientes para os concorrentes e consequentemente perde dinheiro.

Após determinar o público para o qual sua marca irá direcionar, é necessário definir como será feita essa comunicação.