A importância do Empreendedorismo Social

A importância do Empreendedorismo Social

Uma estratégia de mercado pode se concentrar em gerar um benefício
para a sociedade? Não só pode, deve. É o que chamamos de
empreendedorismo social, conceito sob o qual são articuladas as iniciativas
que, com lógica de mercado, buscam causar mudanças sociais. 

Um Empreendedor Social é uma pessoa com um firme propósito de
voluntariado social, com conhecimento profissionais e uma convicção em servir seus semelhantes, especialmente aquelas comunidades marginais onde o Estado, devido à sua falta de recursos não consegue atender. 

Falamos de uma nova maneira de entender o mercado, que busca um
significado em cada ação e que essas ações contribuem para melhorar o
mundo, não sendo por acaso que o empreendedorismo social se consolida
como um modelo de negócios capaz de responder para esse novo consumidor e para reunir duas realidades que o mercado sempre buscou: crescer e contribuir.

O empreendedorismo social é uma fórmula híbrida que se baseia no
melhor desses dois mundos. Não trata-se de uma ONG com uma estratégia de crescimento sustentável, a empresa social busca resolver ou mitigar os principais problemas sociais e onde a inovação e a tecnologia são eixos
fundamentais para alcançá-la. O comercial não é apenas um fim, mas o
caminho para alcançar melhorias na sociedade. Uma fórmula que satisfaz um consumidor mais exigente em valores e uma nova geração de jovens e
empresários mais conscientes e comprometidos com o futuro do planeta.

As vantagens e benefícios do empreendedorismo social são inegáveis,
alguns deles são:

 O empreendedor social é reconhecido pela sociedade como
pessoa ou empresa, capaz de resolver um problema coletivo por meio
de uma mudança inovadora em seu ambiente.

 Eles ajudam um grande número de pessoas a resolver situações
locais e satisfazer suas necessidades, através de arranjos engenhosos
em aspectos ineficientes do mercado.

 Eles são um agente que melhora o progresso social e a
transformação de uma comunidade para melhorar a qualidade de vida
de seus habitantes.

 Sua natureza apaixonada permite que as causas sociais sejam
importantes como objeto de aprimoramento, para as quais desenvolvem
projetos que visam concretizá-las e obter benefícios sociais e
econômicos.
 

Alguns exemplos de Empreendedorismo Social no Brasil:
 
Gerando Falcões
Iniciativa de Eduardo Lyra, jovem nascido na periferia de São Paulo, que
resolveu se dedicar a melhorar a vida de crianças que passam pelas mesmas dificuldades que enfrentou na infância. Cerca de 30 mil estudantes têm sido impactados pelas ações do projeto, que tem como meta central promover o protagonismo dos jovens e fortalecê-los enquanto motores da transformação da sociedade.
www.jovensfalcoes.com.br
 

Instituto Chapada
Iniciativa que tem como mentora e principal líder a pedagoga Cybele Oliveira, é uma organização focada em ajudar a melhorar a qualidade da educação pública. A entidade faz isso oferecendo, principalmente, apoio à formação continuada de professores e gestores de escolas. Além disso, auxilia a criação de redes colaborativas voltada a fortalecer o ensino formal e políticas púbicas de educação.
www.institutochapada.org.br

Graacc
Desde 1991, essa iniciativa do oncologista pediátrico Antonio Sergio Petrilli tem sido uma forte aliada do combate ao câncer infantil no Brasil. A entidade já tratou mais de 5 mil pacientes, com uma taxa de cura que fica em torno de 70%. A organização funciona com base em um rigoroso sistema de gestão e atendimento que envolve pesquisadores de universidades, a iniciativa privada e a sociedade.
www.graacc.org.br/

Asid
Iniciada como trabalho de faculdade, a Ação Social para Igualdade das
Diferenças atua desde 2010 com um compromisso central: auxiliar na gestão de escolas e instituições que trabalham com pessoas especiais. Alexandre Amorim, Luiz Ribas e Diego Moreira conduzem a organização, que desenvolveu uma metodologia administrativa que aplicam nas entidades atendidas, com o objetivo de melhorar a qualidade do ensino gratuito oferecido a pessoas especiais.
www.asidbrasil.org.br/
 
Adaptsurf
Usando o esporte como instrumento, o projeto tem como objetivo promover a inclusão e integração social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Uma das formas encontradas para tanto foi o surf adaptado. O Instituto promove, divulga e difunde o surf como modalidade de esporte adaptado, desenvolvendo parcerias com entidades ligadas ao esporte, escolas de surf e outros projetos.
www.adaptsurf.org.br/

É por isso que o empreendedorismo social para o mundo dos negócios
vem ganhando cada vez mais importância, os consumidores por sua vez são mais exigentes e as organizações mais focadas em adaptar-se a essa situação e atender as essas necessidades sociais através de soluções inovadoras garantindo assim a melhora na qualidade de vida de centenas de pessoas e contribuindo para um mundo melhor.

Fernanda Dutra Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *